Tema 1 – Inclusão social e acesso universal

Sobre o tema

  1. Esgotamento sanitário: como atender a todos
  2. Como viabilizar políticas de universalização em áreas rurais (programas com fundos públicos, papel das concessionárias)

Abordaremos os desafios cruciais relacionados à universalização do acesso a serviços de saneamento, com um enfoque especial nas áreas informais e rurais, considerando a inclusão social e o acesso universal como pilares fundamentais. Essas regiões frequentemente enfrentam carências críticas em esgotamento sanitário e fornecimento regular de água, resultando em consequências significativas para a saúde pública e a economia local.

Em relação ao esgotamento sanitário, exploraremos como atender a todos, priorizando a inclusão social e o acesso universal. Serão analisadas soluções necessárias para a implementação de sistemas de esgotamento sanitário em domicílios nessas áreas, destacando casos de sucesso como referência. Discutiremos abordagens inovadoras que garantam que mesmo as áreas mais desfavorecidas tenham acesso a serviços adequados de saneamento.

O tópico universalização em áreas rurais destacará a complexidade de levar serviços de saneamento a áreas rurais. Examinaremos o papel dos fundos públicos e das concessionárias nesse processo, abordando questões de financiamento, regulamentação e operação. Abordaremos a viabilidade de programas com fundos públicos e o papel das concessionárias, considerando a inclusão social e o acesso universal como diretrizes fundamentais. Além disso, discutiremos estratégias de investimento sustentáveis para o saneamento rural, indo além de exemplos pontuais e focando em mecanismos de longo prazo.

Também discutiremos a importância do monitoramento dos resultados para garantir que os serviços de saneamento atinjam as áreas mais vulneráveis. Abordaremos métodos eficazes de mensuração para situações não regulares e como esses dados podem influenciar as políticas públicas e contratos de concessão. Destacaremos a relevância do monitoramento contínuo para avaliar o resultado e a reincidência do investimento em áreas informais, garantindo a eficácia a longo prazo das intervenções.

Coordenadoras

Juliana Almeida Dutra

Diretora de Projetos da Deep e Coordenadora da Câmara Temática de Prestação de Serviços da ABES

Marina Rodrigues

Coordenadora de Sustentabilidade na Aegea Saneamento e Coordenadora da Plataforma de Ação pela Água e Oceano do Pacto Global da ONU no Brasil

Estamos preparando o mais importante evento internacional de água e saneamento realizado no Brasil e queremos que você esteja conosco!

Cadastre seu email e receba todas as novidades da BWW 2024!

Patrocínio Super
Patrocínio Standard
Apoio Institucional
Realização